fbpx

Como iniciar a alimentação saudável com as crianças

Conheça algumas dicas para melhorar a alimentação do seu pequeno (a).

Quando nascemos, não temos estímulo do paladar nem para doce, nem amargo, nem azedo. Ou seja, não gostamos nem desgostamos de nada. Por isso, o que decidimos estimular e oferecer às crianças principalmente desde o início da vida é de grande responsabilidade e importância no impacto da saúde. 

Os nossos hábitos alimentares são os primeiros a se instalarem e terem repercussão na vida adulta, antes mesmo até dos hábitos de cultura, de língua e de comportamento. 

Então, a dica é a mais simples: estimule sabores, texturas diferentes. Deixe a criança brincar com os alimentos, pegar com as mãos, conte histórias sobre aquele alimento, faça ser um entretenimento, um processo de aprendizagem. 

Alimentação é cultura, é prazer, é entretenimento. Não tire a beleza do alimento olhando apenas os nutrientes, mas também não podemos esquecer que a alimentação é uma ferramenta de saúde. 

Muitas vezes o corpo da criança tem respostas fisiológicas aos alimentos: até os 2 anos o amargo não é bem aceito por questões genéticas de defesa (as plantas venenosas são muito amargas) 

Respeite a fase fisiológica do seu filho. Espere esse momento passar e estimule novamente, sempre associando à ações positivas (“vai te dar energia para brincar” “vai e deixar forte” ) e não negativamente (“se não comer, não ganha sobremesa”). Principalmente pois depois quando essa criança for um adulto com autonomia vai escolher não comer o que foi uma vez imposto. Ao contrário, vai desejar só a recompensa: doces e carboidratos 

Outra dica importante é envolver a criança no preparo da comida. Deixe ela misturar, picar, etc; ela precisa se sentir parte do processo e ser valorizada. Por exemplo, uma criança de 2 anos não poderia ajudar cortando a salada pela segurança, mas pode “rasgar” as folhas de alface. Com isso, a criança já cria uma boa relação com a alface e ainda ficará mais predisposta à experimentar. 

Com crianças não há regras: cada uma tem um contexto de vida, de saúde, uma individualidade bioquímica, cultural e ainda é influenciada pelos pais, tios, avós, professores, colegas de sala… muita informação para um ser que “acabou de chegar na terra” e tem suas dúvidas e inseguranças, mas existem ferramentas que podem auxiliar a construção de um bom e saudável relacionamento com a alimentação. 

Aproveite para incluir os produtos Campo Largo na alimentação do seu filho. Feitos com muito carinho e atenção, nossos produtos são 100% naturais, livres de conservadores e de outras substâncias que podem prejudicar a saúde do seu filho (a). São diversas opções, para todos os sabores e gostos! 

Gostou do artigo? Então nos siga no Facebook e no Instagram, e se inscreva na nossa Newsletter. Visite também nossa loja oficial, com todos os nossos produtos saudáveis e de dar água na boca! 

Conheça Outras
Bebidas da Nossa Família